Este Sítio Web é acessível via IPv6!


Banda Larga é um direito seu! -- carta aberta às candidaturas

As entidades que integram a campanha Banda Larga é um Direito Seu vêm a público para apresentar à sociedade e, em particular, aos candidatos e candidatas à Presidência da República bem como ao Senado e a Câmara Federal, seu posicionamento quanto à garantia do direito de acesso universal aos serviços de comunicação de dados (= banda larga) e à Internet como condição indispensável para o exercício pleno da cidadania e instrumento para inclusão política, social, cultural e econômica das pessoas em um mundo interconectado pelas tecnologias digitais, de modo a concretizar o que está expresso no Marco Civil da Internet – Lei 12.965/2014.

Leia mais



Observatório de Sexualidade e Política lança dois e-book


O Observatório de Sexualidade e Política (SPW) lançou dois volumes em formato e-book que discutem criticamente as relações entre sexualidade e geopolítica. As obras são frutos de encontros regionais promovidos na Ásia, África e América Latina com ativistas e pesquisadores do campo dos direitos humanos.  

Indústria cinematográfica global perpetua a discriminação contra a mulher, diz ONU


O primeiro estudo global sobre personagens femininos em filmes populares, lançado no dia 22 durante a Sessão Especial da Assembleia das Nações Unidas sobre o estado da implementação do Programa de Ação da Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento (CIPD), revela a profunda discriminação de mulheres e meninas na indústria cinematográfica internacional.

O documento, intitulado Preconceito de gênero sem fronteiras: Uma pesquisa sobre personagens femininos em filmes populares em 11 países, afirma que menos de um terço de todos os personagens cinematográficos são do sexo feminino, apesar das mulheres serem metade da população do mundo.

Indústria cinematográfica global perpetua a discriminação contra a mulher, diz ONU


O primeiro estudo global sobre personagens femininos em filmes populares, lançado no dia 22 durante a Sessão Especial da Assembleia das Nações Unidas sobre o estado da implementação do Programa de Ação da Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento (CIPD), revela a profunda discriminação de mulheres e meninas na indústria cinematográfica internacional.

O documento, intitulado Preconceito de gênero sem fronteiras: Uma pesquisa sobre personagens femininos em filmes populares em 11 países, afirma que menos de um terço de todos os personagens cinematográficos são do sexo feminino, apesar das mulheres serem metade da população do mundo.

Voto livre do eleitor com deficiência


Por Izabel Maior*

Estamos em mais um importante ano para a democracia brasileira, no qual, pelo voto direto, a população pode fazer escolhas e mudar os rumos da sua própria vida. Cada cidadã e cada cidadão tem a responsabilidade de confrontar pros e contras das propostas dos partidos políticos e de seus candidatos. No entanto, a política partidária está tão desgastada por promessas não cumpridas que muitos eleitores preferem alienar-se do debate, deixando para outros a possibilidade de decidirem em seu nome. Não concordo com essa atitude. Desejo participar e definir quais serão os deputados, no âmbito estadual e federal, e quais os senadores que defenderão as principais questões no legislativo. Da mesma forma, em 2014, vamos votar em governadores e para o cargo de presidente. Muitas novas ideias podem merecer nossa escolha, assim como, iremos dar outro crédito aos parlamentares e políticos do executivo que agiram corretamente com o povo, transformando as promessas em ações concretas.

Como as mudanças climáticas mudarão nossas vidas em 2050?


Se as emissões de gases de efeito estufa continuarem aumentado, a temperatura média da atmosfera da Terra pode subir mais de 4° C até o final do século 21. Mas o que realmente significa um aumento da temperatura média global? Como isto vai nos afetar no dia a dia?

Para descobrir o que poderá acontecer, a Organização Meteorológica Mundial (OMM) convidou diversos apresentadores da previsão do tempo de TVs de todo o mundo a imaginarem um boletim meteorológico do ano 2050.

O que eles criaram são apenas cenários possíveis, é claro, e as previsões não são verdadeiras. Mas tudo o que eles dizem está baseado nos relatórios mais recentes da ciência do clima, mostrando um retrato convincente de como a vida poderia ser em um planeta mais quente.

Sistema tributário brasileiro penaliza mulheres e negros


Nos últimos anos o Brasil vem apresentando redução nas desigualdades de rendimentos medida pelo coeficiente de Gini[1], mas o país ainda está entre as 15 nações que mais concentram renda no mundo. O estudo “As implicações do sistema tributário brasileiro nas desigualdades de renda”, lançado no último dia 11, pelo Inesc e Oxfam, afirma que um dos motivos dessa situação é a elevada regressividade da carga tributária brasileira, que tem onerado consideravelmente os mais pobres e os assalariados, por meio de tributos indiretos que incidem sobre o consumo. 

Além disso, a pesquisa apresenta um balanço das principais medidas implementadas pelos poderes Legislativo e Executivo desde 1995 e aponta propostas para um sistema tributário mais justo, pautado por tributos diretos e progressivos, que onerem mais a renda e o patrimônio dos mais ricos.

Análises 

Sistema tributário brasileiro penaliza mulheres e negros


Nos últimos anos o Brasil vem apresentando redução nas desigualdades de rendimentos medida pelo coeficiente de Gini[1], mas o país ainda está entre as 15 nações que mais concentram renda no mundo. O estudo “As implicações do sistema tributário brasileiro nas desigualdades de renda”, lançado no último dia 11, pelo Inesc e Oxfam, afirma que um dos motivos dessa situação é a elevada regressividade da carga tributária brasileira, que tem onerado consideravelmente os mais pobres e os assalariados, por meio de tributos indiretos que incidem sobre o consumo. 

Além disso, a pesquisa apresenta um balanço das principais medidas implementadas pelos poderes Legislativo e Executivo desde 1995 e aponta propostas para um sistema tributário mais justo, pautado por tributos diretos e progressivos, que onerem mais a renda e o patrimônio dos mais ricos.

Análises 

FAO e a Associação Mundial de Rádios Comunitárias lançam consultas regionais virtuais


Um crescente consenso mundial vem se formando a respeito da importância dos pequenos agricultores e agricultores familiares para reduzir a pobreza rural e garantir segurança alimentar para todos, para alimentar o mundo e cuidar da terra. Agora, mais do que nunca, a comunicação e a mídia comunitárias são agentes de transformação social nas áreas rurais, facilitando o acesso a informações em tempo hábil para uma melhor produção agrícola e, sobretudo, estimulando a participação dos agricultores no processo de desenvolvimento rural.  

Impactos da Copa do Mundo sobre a prostituição e o comércio do sexo


O Observatório da Prostituição publicou relatório analisando os impactos da Copa do Mundo do Brasil sobre a prostituição. Um dos dados revela que a maioria das prostitutas considerou o evento ruim para o negócio. O relatório também analisa as ações da polícia, de órgãos governamentais e de ONGs que trabalham em locais de prostituição tanto para combater a exploração sexual de crianças quanto para promover políticas para as trabalhadoras.

Uma mulher é estuprada a cada duas horas no estado do Rio, aponta relatório


No estado do Rio, em 2013,  4.872 mulheres foram estupradas , o que significa 13 mulheres atacadas por dia, ou um caso a cada duas horas. A estatística faz parte do Dossiê Mulher 2014, divulgado pelo Instituto de Segurança Pública (ISP), ligado à Secretaria de Estado de Segurança, e só diz respeito aos casos que foram registrados oficialmente em delegacias de polícia.

No total, incluindo os casos de estupros masculinos e um pequeno percentual no qual o gênero da vítima não foi informado, o crime foi registrado 5.885 vezes no ano passado em todo o estado. A estatística apresentou uma ligeira queda em relação a 2012, quando foram registrados 6.075 casos no total. No ano de 2010, os casos de estupro foram de 4.589 e, em 2011, de 4.871.