Ex-matadouro vira centro cultural na Bolívia


Transformar um ex-abatedouro de animais em um lugar de encontro com a arte e a cultura. O objetivo do projeto mARTadero, localizado na cidade de Cochabamba, na Bolívia, é mostrar a cultura não como distração, mas como componente de contextualização, inteligência criativa e trabalho colaborativo para assim desenvolver e recuperar a capacidade de configurar  e construindo o futuro.

De ações circenses até sobre questões LGBT, as atividades procuram incluir e dar espaço para toda a comunidade local.  O programa-coletivo para a juventude chamado “Bairro Hacker”, trabalhou o acesso e a democratização da cyber-tecnologia e informação a partir de um laboratório digital (digilab), promovendo o uso do software livre. Artistas e urbanistas trabalham a partir do mARTadero projetos de “acupuntura urbana”, recuperando o espaço público. A associação feminina artesanal KUSKA, criada no espaço do centro, desenvolve mosaicos a partir dos restos industriais de cerâmicas, ganhou prêmios de arte e faz encomendas para a comunidade.

São atualmente cerca de 18 artistas que dedicam seu tempo ao mARTadero, acompanhando anualmente mais de duzentas atividades, entre Hip Hop e breakdance, shows de heavy metal à música clássica, eventos culturais, momentos presenciais de espaços virtuais, entre outras. Há um sem fim de grupos, iniciativas, campanhas e coletivos de Cochabamba e de espaços de caráter nacional que optaram por construir sua base no mARTadero.

Fonte: Observatório da Sociedade Civil